TRE-MG gasta dinheiro à toa com eleições canceladas

Em Sete Lagoas, pleito para eleger novo prefeito iria ocorrer neste domingo, mas foi suspenso pelo TSE

Estava quase tudo pronto para as eleições extemporâneas em Sete Lagoas…e a cidade recebe a noticia de que o pleito foi cancelado. Essa confusão é produto de uma reviravolta nos vários tribunais, que resultou em gastos desnecessários em um momento de profundo ajuste nas contas públicas.

No início do ano, a corte afastou o então prefeito de Sete Lagoas, Leone Maciel Fonseca. Seu vice, Duílio de Castro Faria, foi convocado para o cargo. Mas, poucas semanas depois, o TRE mandou que ele também se retirasse do poder, ao cassar a chapa dele com Leone, formada nas eleições de 2016. O motivo teria sido o uso indevido de meios de comunicação para atacar as chapas adversárias, como registrou Os Novos Inconfidentes.

Porém, na última quarta (29/05), o Tribunal Superior Eleitoral, ao analisar o caso, decidiu que o referido fato não foi ilegal – o uso dos veículos seria uma falta de ética, mas não suficiente para tirar o prefeito do cargo. Esse foi o voto do relator do processo, Luís Roberto Barroso, que nesta mesma semana determinou o retorno de Leone à prefeitura.  

Os Novos Inconfidentes não conseguiu levantar o quanto foi gasto para a organização da eleição deste domingo (02/06) pelo TRE-MG, mas as campanhas já estavam nas ruas desde 10 de maio. Havia cinco concorrentes: Cláudio Henrique Nacif Gonçalves (PRB), André Wilson de Barros Longo (PSL), Emílio de Vasconcelos Costa (PSB), Geraldo Magela Martins dos Santos (PTC) e Ronaldo Canabrava (DEM). Como em 2016 o STF proibiu doações de empresários às campanhas, o principal meio de financiamento eleitoral que restou foi o fundo partidário. Dinheiro público gasto à toa na eleição que não aconteceu. 

 

 

Marcelo Gomes é jornalista em formação pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH). Apaixonado por política, não vê outra possibilidade de mudança social a não ser por ela. Já trabalhou em rádio e escreve para portais e revistas. Tem experiência em processos legislativos e em questões econômicas. [ Ver todas as publicações ]

Comentários

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir Para o TOPO