Slides com ideias de Mourão revelam vigor intelectual e sugerem mudanças radicais

Conteúdo de palestra aplaudida por empresários em BH mostra que o general eleito para substituir Bolsonaro tem uma mente afiada e ideias sistematizadas para uma espécie de revolução ultraliberal no país

O aplauso entusiasmado de empresários ao vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão, na última quarta-feira (05) em Belo Horizonte não foi só um gesto de adulação ao poder; também expressou admiração e empatia. De fato, o general mandou muito bem na palestra. Mostrou sofisticação e vigor intelectual com slides que sistematizam de forma estruturada e coerente o seu pensamento. Impressionou pelo domínio de conceitos de administração e de economia e pela capacidade de articulá-los numa ordem que, no conjunto, formam uma visão organizada de futuro ou projeto para o país. Foi essa visão que os empresários aplaudiram de pé por 6 minutos. E ela sugere uma guinada radical à direita.

PROVA CABAL

Mourão exibiu o seu powerpoint visionário no evento Winter Carvalho/ TSX: Doing Business In Brazil. Falou para poucos. Mas todos podem conhecer suas ideias através dos cinco slides publicados por Os Novos Inconfidentes. A desenvoltura do palestrante é evidente: seria impossível alguém discorrer com sucesso sobre os temas ali elencados para uma plateia de alta escolaridade sem uma ampla gama de conhecimentos e uma inteligência acima a média. Sim, o powerpoint é uma prova cabal da intelectualidade superior do vice. Goste-se ou não de suas ideias, o General Hamilton Mourão vai se impondo como um dos membros mais preparados e consistentes do novo governo. Para incômodo de uns, e sorte de outros.

 

Roteiro de vice eleito prevê choques na economia, no Estado e nas leis e tem lacuna social

 O primeiro slide da palestra do vice-presidente eleito Hamilton Mourão para empresários em BH traz os Fundamentos Econômicos que na sua visão devem nortear as ações do governo na economia; são sete itens que têm em comum o objetivo de liberalizar, desregulamentar ou destravar as atividades. O general propõe uma espécie de choque de liberalismo no capitalismo nacional.

OS CINCO SLIDES QUE SISTEMATIZAM O PENSAMENTO DO VICE-PRESIDENTE ELEITO

O segundo slide apresenta os padrões de uma nova gestão pública baseada em eficiência e meritocracia. O seguinte aponta mudanças e reformas necessárias para a modernização e profissionalização do setor público, com destaque para a parte referente aos servidores, talvez a mais polêmica. Mourão defende uma “revisão da gestão do funcionalismo” que passa por paradigmas arraigados como a estabilidade e os “privilégios” adquiridos ao longo do tempo. Pelo visto o general propõe um choque também no serviço público, o que significa confrontar as poderosas corporações de classe que dominam o Estado.

O quarto slide traz os “padrões” ou princípios de governança, propondo em síntese um governo mais transparente e interativo. Não há menção às regras democráticas mas há defesa da concepção do Estado como “um organismo plural”, o que pressupõe o reconhecimento da existência nele de interesses e culturas diversas. E impõe a necessidade de convivência e tolerância com o contraditório para que o Estado funcione.

O quinto e último slide do roteiro ultraliberal é talvez o mais novidadeiro. Mourão está introduzindo na agenda nacional uma pauta que, se não é inédita, ainda não entrou no foco da mídia e da sociedade: a saída para o nosso cipoal jurídico. Os números do vice sobre o excesso de leis no país são assustadores. E conduzem a uma pergunta perturbadora, tanto para os negócios como para os cidadãos: “Qual a lei que está valendo?”. O site não teve acesso à palestra de Mourão. Mas pelo powerpoint a sua visão de Brasil passa em algum momento por mais choque no país, talvez uma reforma da Constituição. Uma grande faxina. Para limpar e reorganizar leis.

A GRANDE LACUNA

Como os leitores podem observar, não há nenhuma referência no powerpoint do vice aos problemas sociais do país. Se ele tem ideias para o combate à pobreza e às desigualdades no país, não as mencionou. Pode ser que Mourão, como um liberal ortodoxo e direitista convicto, considere o avanço social como uma consequência natural do progresso econômico (e não o resultado de políticas de Estado como acredita a esquerda).

 

 Protagonismo é missão do militar falante e descendente de índio

É sabido que Hamilton Mourão não era o vice dos desejos de Bolsonaro. Foi o quarto nome cogitado pelo presidente eleito, depois de três recusas da vaga. Recentemente começaram especulações de que ele teria sido indicado por um grupo de generais. Mas não há confirmação disso. Na realidade,  ainda não se sabe muito do vice-eleito além de que  é um militar bem conceituado e descendente de índio  Seja como for, ele é a mais alta e evidente autoridade de patente militar no governo: nada menos que o substituto legal do presidente, um cargo do qual não pode ser demitido ou removido. É possível que suas ideias não sejam apenas suas, ecoando opiniões dos meios militares E os militares constituem uma das grandes – se não a principal – forças de sustentação do novo governo, inclusive com ampla representação no primeiro escalão (07 em postos estratégicos).

Queira ou não os demais membros do futuro governo, Mourão é um vice com ambições e vocação para o protagonismo. Previsivelmente, sua desenvoltura para expressar ideias e se impor está provocando ciúmes em outros atores do governo e despertando temores de um poder paralelo. Mourão e sua mania de falar já incomoda o próprio presidente, que o mandou se calar mais de uma vez. Inutilmente. Ocorre que quanto mais o vice fala, mais gente presta atenção. Ele está tomado gosto pelos holofotes.  E não parece disposto a abrir mão nem do protagonismo nem do seu estilo de atuar.  

 

Criadora da rede Os Novos Inconfidentes, formou-se em jornalismo pela PUC-MG e trabalhou nos jornais Folha de S. Paulo e Estado de Minas, além de colaborar para várias publicações. Ex-colunista do jornal O Tempo e ex-comentarista da rádio Super Notícias FM. [ Ver todas as publicações ]

Comentários

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir Para o TOPO