Governo propõe emprestar migalhas aos municípios

Nova linha de crédito do BDMG para municípios é mais um retrato da penúria do Estado

 

Pouco mais de um mês após realizar um acordo com centenas de prefeitos para colocar as dívidas com eles em dia, o governo de Minas lança um plano para financiar investimentos em até 400 municípios. Por meio do BDMG, este ano serão destinado às cidades R$ 200 milhões. Apesar de oportuno, as cidades terão acesso a migalhas.

A estimativa é que 400 municípios terão condições de contratar os empréstimos. O que dá uma média de R$ 2 milhões por cidade. Para se ter uma ideia do que se pode fazer com o dinheiro, a reforma de uma escola municipal de porte médio em Contagem (Heitor Villa Lobos) custou mais de R$ 1 milhão.

Apresentado nesta segunda-feira (13/05) pelo presidente do BDMG, Sérgio Gusmão Suchodolski, o plano difere de outros em virtude das condições mais atrativas que os prefeitos vão ter. O financiamento se destinará para construção, reforma e a ampliação de prédios públicos, aquisições de máquinas, entre outros. O dinheiro não poderá ser usado para o pagamento de pessoal e folha de pagamento, despesas que mais sufocam hoje as prefeituras. Por outro lado, os prefeitos poderão usar o recurso obtido para tocar para frente obras inacabadas.

A taxa de juros para o financiamento será de 4 a 5% ao ano e o prazo para começar a pagar varia em até 4 anos. A quantidade dos empréstimos também irá variar. Municípios com até 5 mil habitantes poderão  realizar um empréstimo de até R$ 1 milhão. Já o limite de empréstimo para aqueles municípios acima de 100 mil habitantes será de R$ 5 milhões. Esses empréstimos para as cidades poderão ser migalhas diante do que elas possam estar precisando. Só como exemplo, a construção de um grande hospital pode ultrapassar R$ 200 milhões.

Marcelo Gomes é jornalista em formação pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH). Apaixonado por política, não vê outra possibilidade de mudança social a não ser por ela. Já trabalhou em rádio e escreve para portais e revistas. Tem experiência em processos legislativos e em questões econômicas. [ Ver todas as publicações ]

Comentários

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir Para o TOPO