Governador faz segundo ‘politicatur’ em 30 dias

Zema viaja de novo aos EUA só para participar de evento e desta vez ainda leva comitiva

Em menos de um semestre à frente do governo mineiro, Romeu Zema viaja aos Estados Unidos pela segunda vez. De novo, o objetivo alegado é levar o nome de Minas, desta vez a um evento promovido pelo Grupo Lide, organização  que envolve grandes empresários e é coordenado pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB). A viagem de Zema é mais um programa ‘políticatur’, ou seja, turismo político.  Afinal, que resultados práticos poderá trazer aos mineiros, além das despesas com a ida até o outro lado da América?

A nova viagem aos EUA ocorre apenas 30 dias após o governador chegar do mesmo destino. No dia 05 de abril, Zema foi aos Estados Unidos para seminários sobre economia em universidades. Retornou a Minas sem trazer consigo investimentos ou algo similar aos mineiros.   

Zema levou consigo dois secretários: o da Fazenda, Gustavo Barbosa, e o de Planejamento e Gestão, Otto Levy. Também farão ‘politicatur’, porém com dinheiro não só de mineiros, os presidente da Câmara dos Deputados e do Senado, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Davi Alcolumbre (DEM-AP).

O governador de Minas irá aos Estados Unidos deixando para trás a sanção do texto de sua custosa Reforma Administrativa.  Talvez na sua estadia lá, entre hoje e 16 de maio, ele possa pensar em prováveis pontos que irá vetar no texto aprovado pela Assembleia. E não só isso, descansar das dores de cabeça que os arremedos do texto lhe renderam.

Ainda sobre a viagem do governador, questiona-se o que ele terá para discursar sobre Minas no evento em Nova York. Como já vem observando Os Novos Inconfidentes, o Estado caminha para um “coma” nas contas públicas.

Marcelo Gomes é jornalista em formação pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH). Apaixonado por política, não vê outra possibilidade de mudança social a não ser por ela. Já trabalhou em rádio e escreve para portais e revistas. Tem experiência em processos legislativos e em questões econômicas. [ Ver todas as publicações ]

Comentários

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir Para o TOPO