Governo vende a janta para pagar o almoço com emendas

As dores de cabeça de Zema dessa vez são com as emendas parlamentares.  Pelo fato de elas terem se tornado obrigatórias a partir deste ano, nesta semana começa a tramitar na Assembleia um projeto de lei do governador cujo intuito é conseguir dinheiro para sanar mais essa dívida. O projeto anula o pagamento das próprias emendas para pagá-las.

São R$ 24 milhões que o governador solicita de crédito suplementar por meio do projeto. Essa quantia viria da anulação de uma parte das próprias emendas deste ano para cobrir a outra parte. Ou seja, é o vulgo vender o almoço para comprar a janta. Em virtude de ser obrigatórias a partir deste ano, Zema vai ter que suar a camisa para conseguir um montante de R$ 385 milhões aproximadamente. Esse é o somatório dos R$ 5 milhões que cada um dos 77 deputados possui anualmente para aplicar em suas bases.

A Mosqueteira é a musa dos novos inconfidentes e guardiã de todas as inconfidências [ Ver todas as publicações ]

Comentários

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir Para o TOPO