Bolsonaro enfrenta sua primeira greve

Grito nas ruas é contra a reforma da previdência e o corte de verbas das universidades federais

Greve dos professores em São Paulo, 2017 (Wikimedia Commons)

Nesta quarta-feira, diversas entidades do sindicalismo, em especial da educação, convocaram paralisações contra medidas do governo de Jair Bolsonaro. Será o primeiro ato político contra seu governo. A magnitude do evento promete mostrar o tamanho da oposição ao seu governo nas ruas.

De acordo com Cristina Del Papa, coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores nas Instituições Federais de Ensino (Sindifis), a paralisação consistirá em atos por diversas cidades do País aglutinando várias forças sindicais de diversas áreas. O Sindifis é uma das entidades que irá compor a manifestação em Belo Horizonte, que se concentrará às 09 horas na Praça da Estação.

O grito nas ruas será contra a reforma da previdência do ministro da Economia, Paulo Guedes e contra o anúncio do governo federal de cortar 30% do orçamento das universidades federais.

A Mosqueteira é a musa dos novos inconfidentes e guardiã de todas as inconfidências [ Ver todas as publicações ]

Comentários

seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir Para o TOPO